segunda-feira, 8 de Março de 2010

Sacramento da Confissão

Um dia Santa Teresa viu muitas almas a cair no Inferno. Ela perguntou a Jesus porque tantas almas caíam no Inferno. Jesus respondeu: "Por causa das confissões mal feitas". Então Santa Teresa escreveu logo a um padre: "Padre, pregue muitas vezes contra as confissões mal feitas, porque é esse o laço do Demónio para pegar as almas".


O Sacramento da Confissão é o meio certo de se receber o perdão dos pecados. Foi Jesus quem deu aos sacerdotes o poder de perdoar. "A quem perdoarem os pecados, os pecados serão perdoados" (Jo 20,19´23). Só a confissão bem feita é que perdoa os pecados.

Adiar este Sacramento e não usufruir dele frequentemente é abusar da Misericórdia e da paciência Divina, o que pode ter consequências para toda a eternidade: Arder no fogo que nunca se apaga, onde há choro e ranger de dentes e onde a alma é atormentada por todo o sempre.

Para a confissão ser bem feita e válida, são necessárias cinco condições:

EXAME DE CONSCIÊNCIA - Com a luz do Espírito Santo, examinamos honestamente a nossa consciência e detectamos as faltas e pecados que temos cometido desde a nossa última confissão bem feita.

DOR DE CORAÇÃO - É necessário que o penitente esteja verdadeiramente arrependido. São desnecessárias as lágrimas ou outras manifestações exteriores de arrependimento. Baste que o pecador perceba o quanto ofendeu a Deus, que tenha consciência da gravidade do pecado, reconheça os seus pecados para formular um firme propósito de emenda.

CONFISSÃO DE BOCA - Acusar, verbalmente, os pecados ao sacerdote, que em nome de Cristo, dará a absolvição. Devemos ser objectivos e simples, sem grandes rodeios ao dizer os pecados. No entanto, devemos também ser rigorosos e precisos no que respeita ao número de vezes que esse pecado foi cometido e as condições em que foi cometido.

FIRME PROPÓSITO DE EMENDA - O pecador deve abeirar-se do confessionário com uma firme resolução de abandonar a vida de pecado e com firme propósito de não voltar a pecar. "Vai em paz e não voltes a pecar.", diz-nos Jesus.

CUMPRIR A PENITÊNCIA - O sacerdote dará uma penitência à pessoa que recorreu a este Sacramento de Amor. Pode traduzir-se em orações, prática de boas obras, jejuns... Cumprir esta penitência imposta pelo confessor é importante para que o Sacramento seja recebido com todas as graças sobrenaturais que ele encerra.

Um pecado esquecido na Confissão fica perdoado se se fez bem o Exame de Consciência. Um pecado deliberadamente escondido na Confissão não fica perdoado e eu não posso comungar, tendo de fazer outra confissão.

______________________________________

Proposta de Exame de Consciência

Considerações preliminares:

Há quanto tempo fiz a minha última confissão?

Cumpri a penitência?

Deliberadamente ocultei um pecado mortal, ou confessei sem arrependimento verdadeiro, ou sem um firme propósito de emenda, ou sem a intenção de cumprir a penitência?

Após essa má confissão, recebi a Santa Comunhão em estado de pecado mortal? (PECADO GRAVÍSSIMO!!)

Quantas dessas Confissões e Comunhões sacrílegas fiz?

Em estado de pecado mortal, recebi qualquer outro Sacramento?

PRIMEIRO MANDAMENTO:

"Adorar a Deus e amá-Lo sobre todas as coisas"

Neguei a Fé Católica, abertamente a rejeitei ou falei contra quaisquer doutrinas da Igreja Católica?

Perdi a crença ou deliberadamente me entreguei a dúvidas sobre qualquer artigo de Fé, ou sugeri/encorajei tais dúvidas em alguém?

Traí a Fé Católica por dizer que todas as religiões são boas, que um homem pode escolher ser salvo em qualquer religião, seja qual ela for?

Li uma Bíblia Protestante, tratados ou livros heréticos, os vendi ou os emprestei?

Expus a minha Fé a perigos através de associações malignas? Permaneci, por minha própria culpa, ignorante sobre as doutrinas e deveres da religião?

Fiquei muito tempo – um mês inteiro, ou mais – sem fazer qualquer oração, ou sem ter feito qualquer acto de devoção a Deus?

Cometi um pecado em um local sagrado, na igreja, no cemitério? Fui culpado de grande irreverência na Igreja, por conversa indecente, por um modo inapropriado de se vestir, ou por qualquer outro comportamento impróprio?

Consultei alguma pessoa para conhecer o futuro, ou seriamente fiz uso de práticas supersticiosas, poções de amor, encantos, ferraduras, horóscopos etc., li, dei, emprestei ou vendi livros sobre esses assuntos?

Pequei e permaneci em pecado, pensando que por Deus ser bom, Ele é compelido a perdoar-me?

Idolatrei outra criatura?

Tive vergonha da minha fé?

SEGUNDO MANDAMENTO:

"Não invocar o Santo Nome de Deus em vão"

Fui culpado de blasfémia por palavras raivosas, injuriosas ou insultantes contra Deus ou quaisquer uma de Suas perfeições, ou contra a Igreja Católica, Maria, a Virgem Santíssima, ou quaisquer santos?

Pronunciei, de modo blasfemo ou desrespeitoso, ou com raiva, o Santo Nome de Deus, o Nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, ou abusei das palavras das Santas Escrituras por meio de qualquer pedido indecente ou grosseiramente desrespeitoso?

Jurei falsamente? Fi-lo em prejuízo do seu próximo?

Amaldiçoei-me a mim mesmo ou a outros?

TERCEIRO MANDAMENTO:

"Santificar Domingos e Festas de Guarda".

Os Preceitos da Igreja 1. Assistir à Missa aos Domingos e em Dias Santos. 2. Jejuar e se abster nos dias apontados. 3. Confessar seus pecados pelo menos uma vez por ano. 4. Ir à Comunhão durante a época da Páscoa. 5. Contribuir para a manutenção da Igreja. 6. Observar as leis da Igreja com relação ao casamento.

Não assisti à Santa Missa aos domingos e nos Dias Santos, sem motivo grave, ou cheguei atrasado, ou saí antes da Missa terminar? Conversei, ri ou não prestei atenção na Missa?

Realizei trabalho servil desnecessário durante domingos ou Dias Santos, ou fiz com que outros trabalhassem?

Profanei estes dias, por frequentar companhia impiedosa, com diversões pecaminosas, jogos, dança indecente, ou excessos com bebida?

Comi, deliberadamente, carne ou fiz com que outros comessem carne em dias de abstinência? Quebrei leis do jejum?

Negligenciei a contribuição, de acordo com os seus meios, para o apoio da Igreja e de Seus sacerdotes?

Casei-me perante um magistrado civil, ou até mesmo perante um pregador herético?

Casei-me com um parente ou uma pessoa não-católica?

Contraí matrimónio que de qualquer forma seja proibido pela Igreja?

QUARTO MANDAMENTO:

"Honrar pai e mãe (e outros legítimos superiores)"

Desdenhei ou até mesmo odiei os meus pais, desejou a morte deles, ou esperei que qualquer outro infortúnio lhes acontecesse?

Insultei e ridicularizei-os?

Desobedeci-lhes e gerei problemas sérios quando eles me proibiram de manter má companhia, de ler maus livros e jornais, entre outras coisas? Afligi os meus pais por causa da minha ingratidão ou má-conduta?

Envergonhei-me deles por causa de sua pobreza, classe ou aparência?

Realizei fielmente o seu último pedido? Negligenciei as minhas orações por eles?

Fui desrespeitoso e desobediente com meus superiores espirituais, com o Papa, os bispos e os padres da Igreja?

Comportei-me de maneira soberba e insultante em relação a eles? Recusei rezar por eles, ou pela conversão deles?

Tenho rezado pelo meu país, pelo governo? Ponho o país/Estado acima de Deus?

Resisti às autoridades legais legitimas do meu país, tomando parte em alguma violência de multidão, ou perturbei a paz pública?

QUINTO MANDAMENTO

"Não matar (nem de qualquer outro modo causar dano, no corpo e na alma, a si mesmo e ao próximo)"

Por atitude, participação, instigação, conselho, consentimento ou silêncio, fui culpado pela morte ou lesão física de alguém?

Tive intenção de ou tentei tomar a vida de outra pessoa?

Fui culpado pelo pecado do aborto? Aconselhei ou ajudei de alguma forma outra pessoa a fazer um aborto?

Tive a intenção de ou tentou tirar a própria vida?

Prejudiquei a saúde por excesso com comida ou bebida?

Usei ou introduzi outros às drogas?

Fiz algo algo para impedir ou destruir uma vida?

Desejei a morte do próximo, ou que algum infortúnio acontecesse a ele? Feri, ou tentei ferir outras pessoas?

Tive inimizade com o seu próximo?

Fiquei extremamente irritado, além da razão?

Prejudiquei a alma de outros por dar escândalo, destruindo a alma dessa pessoa por meio de mau exemplo?

Por palavras ou intenções ruins, ou por mau exemplo, arruinei pessoas inocentes, ensinei-lhes maus hábitos ou coisas que elas não deveriam saber? Expus-me a mim mesmo ou outros à tentação?

Assisti a filmes ruins? Comprei e li revistas más?

Vesti-me de modo inadequado ou indecente?

SEXTO E NONO MANDAMENTOS:

"Guardar castidade nos pensamentos e nos desejos; nas palavras e nas obras"

Deliberadamente, tive prazer com pensamentos impuros ou imaginações, ou consenti que eles estivessem no meu coração?

Desejei deliberadamente ver ou fazer qualquer coisa impura?

Fiz uso de linguagem, alusões ou palavras de duplo sentido ou impuras?

Ouvi com prazer deliberado uma linguagem indecente? Você cantei e/ou ouviu canções indecentes?

Orgulhei-me da minha imoralidade?

Li livros ou jornais imorais, ou emprestei ou vendi para outros? Escrevi, enviei ou recebi cartas ou mensagens impróprias? Olhei com prazer deliberado objectos, imagens ou cartões imorais, ou os mostrei para outros?

Expus-me voluntariamente a ocasiões de pecado por curiosidade pecaminosa, por manter companhia perigosa, por frequentar locais perigosos, diversões perigosas ou pecaminosas; por danças indecentes ou jogos indecentes; por familiaridade indevida com pessoas do sexo oposto ou do mesmo sexo?

Mantenho companhia pecaminosa agora? Vivi no passado, ou vivo agora, com alguém que não é meu cônjuge aos olhos de Deus?

Pela liberdade dos meus modos, pela maneira indecente de me vestir etc., fui a causa de tentação de outros?

Arruinei uma pessoa inocente por introduzi-la à imoralidade?

Fui culpado por sedução ou estupro?

Fui ou sou viciado em pecados sexuais solitários (masturbação)?

Cometi pecados sexuais não naturais? (Homossexualismo, pedofilia, zoofilia...)

Facilitei os pecados de outros? Fui culpado do pecado de fornicação ou adultério?

Uso ou usei métodos contraceptivos ilegítimos/artificiais? Tentei enganar a Deus e Sua Lei?

SÉTIMO E DÉCIMO MANDAMENTOS:

"Não furtar. Não cobiçar as coisas alheias"

Roubei dinheiro ou qualquer coisa de valor? Qual foi o valor? Ainda está em minha possessão?

Roubei qualquer coisa consagrada a Deus, ou de um lugar santo? Isso é um sacrilégio, assim como o roubo.

Roubei os pobres?

Retive qualquer dinheiro que me tenha sido confiado?

Falhei em devolver coisas emprestadas? Tomei parte em roubo, fraude ou injustiça de alguém?

Ocultei a injustiça de outros, quando era minha obrigação denunciá-la?

Por meio de calúnia ou de outro meio injusto, fiz com que qualquer um perdesse sua posição ou reputação?

OITAVO MANDAMENTO:

"Não levantar falsos testemunhos (nem de qualquer outro modo faltar à verdade e causar dano no corpo ou na alma a si mesmo ou ao próximo)"

Assinei papéis ou documentos falsos, ou forjei qualquer escrita?

Fui culpado por mentira culposa e maliciosa?

Pus em circulação, ou repetiu qualquer relato escandaloso, que sabia ou acreditava ser falso?

Fiz qualquer coisa para manchar reputação ou prejudicar os interesses dos outros?

Causei mal-estar entre outros por comportamento mentiroso? Revelei algum segredo importante ou profissional?

Sem a devida permissão, li endereçadas a outras pessoas?

Honestamente tentei restaurar o bom nome que prejudiquei?

Falei contra um membro do clero, porque ele é consagrado a Deus?

Fui culpado de suspeitas injustas e julgamento imprudente?

OS SETE PECADOS CAPITAIS

Orgulho.

Avareza.

Luxúria.

Inveja.

Gula.

Ira.

Preguiça.

OS SEIS PECADOS CONTRA O ESPÍRITO SANTO

(1) Desesperar-se de sua própria salvação;

(2) presumir ser salvo sem méritos;

(3) resistir à verdade conhecida;

(4) ter inveja do mérito de outros;

(5) ser obstinado pelo pecado;

(6) morrer impenitente.

Fonte: Adaptado de http://portalcot.com/reporter/

_________________________________________

+

Santa Maria, Refúgio dos pecadores,

Ora pro nobis!

1 comentário:

  1. gosto mt de me confeçar e peço sempre a deus k me confeçe. que abra sempre o meu coração sem medo do que possa dizer.

    o padre sendo homem, é a pessoa indicada para nos ajudar pois também teve a sua juventude...

    abraço,
    olga

    ResponderEliminar